#escolasparaofuturo
SAIBA MAISTENHO INTERESSE
/

Todos sabemos que a educação atualmente passa por grandes transformações e enfrenta desafios maiores ainda: desengajamento dos pais e alunos com a escola, defasagem de conteúdos em relação às suas realidades, emergência de novas habilidades para o futuro que nos espera... Buscando uma experiência de aprendizado real que desse conta desses desafios, o Instituto Vertere criou a Sapientia – a Olimpíada do Futuro. Nela, nós convidamos os alunos a investigar a realidade presente e futura baseados em duas grandes referências: a Agenda 2030 da ONU – proposta das Nações Unidas para mudar e melhorar o mundo nos próximos 10 anos – e no já célebre 21 lições para o século XXI do pensador israelense Yuval Noah Harari. Enquanto Harari nos questiona, a Agenda 2030 nos convoca – são dois guias que fornecem subsídios para todos nós pensarmos e agirmos diante das principais problemáticas do nosso tempo: os desafios da tecnologia, as ameaças ambientais, as transformações produtivas, os problemas sociais. Assim, nossa olimpíada partiu da investigação teórica para avançar para a elaboração de projetos autorais dos alunos com objetivo de alterar a sua realidade local – escola, bairro, cidade, estado. Os resultados foram incríveis! Veja os resultados em link dos projetos da Sapientia 2019.

O que conseguimos nesse processo? Aproximar a realidade “lá fora” do mundo da escola, e levar a escola para agir no mundo “lá fora”, trazendo as questões mais relevantes da contemporaneidade para pensar os conteúdos escolares, usando esses conhecimentos somados para tentar transformar o mundo. Agora, nós queremos levar essa experiência para dentro da sua escola!

O projeto Escola para o Futuro convida a sua escola e seus alunos para um projeto conjunto de desenvolvimento de novas práticas de aprendizado na sua escola. Como funciona? Partindo do estudo das duas obras de referências acima citadas – a Agenda 2030 e as 21 Lições para o século XXI -, o projeto avança para oficinas de Design Thinking, nas quais alunos, professores e equipe pedagógica vão conectar os assuntos da sua realidade atual com os conteúdos trabalhados em sala. O objetivo? Produzir novas metodologias de aprendizado (em sala de aula ou fora dela), novas temáticas de estudo (na grade curricular ou no contraturno), novas práticas de trabalho (entre alunos e entre alunos e professores), e assim por diante. O que conseguimos com isso? Em primeiro lugar, uma transformação genuína, criativa e colaborativa dos processos de ensino e aprendizagem da escola; o engajamento de alunos, professores e equipe pedagógica em um trabalho conjunto de criação de novas soluções, autorais e adaptadas às realidades locais; e, por fim, um aprofundamento da relevância dos conteúdos estudados em sala ao conectá-los com as demandas fundamentais do nosso presente e do nosso futuro.

COMO FUNCIONA?

/
/

Leitura e estudo do livro “21 lições para o século XXI” e da Agenda 2030 da ONU

//

Exercícios sobre habilidades do século XXI e pilares de empregabilidade no futuro

//

Oficinas de Design Thinking para pensar as principais questões concernentes à realidade da escola

//

Avaliação dos resultados e publicação das melhores soluções pensadas

CONTEÚDO DE APOIO

/

Em “21 lições para o século 21”, Yuval Harari nos conduz de forma leve e cativante em uma jornada pelos assuntos mais relevantes da atualidade. O livro será a leitura base para guiar os alunos no trabalho que farão sobre o papel da escola na preparação dos talentos que o mundo precisa.

/

O programa segue um plano estruturado de design thinking, resumido em um livro digital que os alunos e professores receberão. O trabalho com os alunos está organizado em 10 módulos semanais, mas o programa permite ajustes para se adequar ao calendário da escola. estruturado de design thinking, resumido em um livro digital que os alunos e professores receberão.

CONTEÚDO DE APOIO

/

Em “21 lições para o século 21”, Yuval Harari nos conduz de forma leve e cativante em uma jornada pelos assuntos mais relevantes da atualidade. O livro será a leitura base para guiar os alunos no trabalho que farão sobre o papel da escola na preparação dos talentos que o mundo precisa.

/

O programa segue um plano estruturado de design thinking, resumido em um livro digital que os alunos e professores receberão. O trabalho com os alunos está organizado em 10 módulos semanais, mas o programa permite ajustes para se adequar ao calendário da escola. estruturado de design thinking, resumido em um livro digital que os alunos e professores receberão.

/
/
Instituto VertereGrupo Compainha das LetrasGrupo Compainha das LetrasGrupo Compainha das Letras